CARTA AOS ALUNOS DO IBDT

 

Estimados Alunos.

 

Todos sabem o empenho que o Instituto Brasileiro de Direito Tributário emprega na consecução dos seus objetivos institucionais, nos quais se incluem os vários cursos ministrados ano após ano há mais de quatro décadas. Todos também conhecem os motivos pelos quais os cursos atualmente em andamento tiveram que passar a ser dados “online”.

 

Por estas razões, endereço esta carta aberta a todos os associados, mas especialmente dirigida aos alunos do Instituto. Para estes, considero importante destacar que não devem se considerar meros alunos ou clientes numa transação econômica com o IBDT, ou mesmo associados apenas momentâneos, mas, sim, seus integrantes permanentes, para receberem dele ensinamentos como alunos, e como associados, experiências práticas nas Mesas de Debates, livros distribuídos gratuitamente, além de outros benefícios e de poderem participar de todas as suas atividades e utilizar a sua extensa biblioteca.

 

Inspirado por este ideal, o que o IBDT espera com seus cursos é que esses alunos se integrem à sua comunidade e no futuro, com seus conhecimentos assim adquiridos e com a convivência em nossa vida, venham a contribuir para a continuidade das atividades em benefício de gerações futuras. De fato, uma grande quantidade dos nossos professores já se sentou nos bancos dos nossos cursos.

 

É somente por este motivo que o Instituto incentiva estudantes a se associarem a ele e lhes dá descontos nas inscrições para seus cursos e outros eventos.

 

Também cumpre-me acrescentar que os principais cursos do IBDT passaram a ser ministrados “online” na presente situação de recolhimento social, porém somente após terem sido devidamente considerados pela Diretoria e por seus Coordenadores como perfeitamente possíveis de assim prosseguir, sem perda de qualidade. Outros, que foram julgados prejudicados por não serem presenciais, foram reprogramados para o futuro.

 

Isto somente foi possível porque, quando a pandemia se instalou, um grande contingente de colaboradores do IBDT trabalhou com afinco para que os cursos em andamento não fossem suspensos, dado o prejuízo que os alunos teriam, e para que o calendário pudesse ser mantido mediante a migração para uma sistemática imprevista anteriormente, mas adequada e segura para todos, a qual teve que ser encontrada, compreendida e colocada em funcionamento.

 

O IBDT está sensível aos problemas que nosso país está tendo que enfrentar, inclusive de natureza financeira, mas concito seus alunos a não desistirem dos cursos em que estão inscritos, pois para todos os jovens tributaristas é de suma importância a pós-graduação, tanto para suas vidas pessoais e acadêmicas quanto profissionais. Ademais, as aulas dos cursos do IBDT são ministradas por professores cujos renome e competência são reconhecidos em todo o Brasil e até internacionalmente. Nos cursos de direito tributário internacional, há conhecidos professores, que vêm de outros países exclusivamente para nossas aulas.

 

Tudo isso é possível graças aos esforços de muita gente, que, na Diretoria, no Conselho e na coordenação dos cursos, e mesmo como professores, entregam seus esforços e seus conhecimentos sem qualquer remuneração, movidos exclusivamente pelo objetivo de que o Instituto não deixe de cumprir as funções para que existe, tendo especial atenção para a formação de novas gerações de juristas.

 

Para isso, apesar da gratuidade do trabalho de muitas pessoas, o Instituto incorre em custos elevados, muitas vezes não cobertos pelos valores das inscrições, dado que estes, além de inferiores aos de outras instituições, ainda são diminuídos pelos descontos concedidos aos alunos que se associam a ele.

 

Com estas considerações, o IBDT espera que os alunos dos cursos em andamento entendam a situação e a sua posição pessoal dentro do Instituto, presente e futura, e prossigam com o mesmo afinco que teriam em condições diferentes das atuais, inclusive tendo no horizonte que as aulas poderão voltar a ser presenciais assim que for seguro para a saúde de todos. E, com isto em mente, o Instituto também se coloca à disposição dos alunos que tenham algum pleito individual a fazer, os quais devem se dirigir aos coordenadores dos respectivos cursos.

 

Ricardo Mariz de Oliveira

Presidente do IBDT

 

Eu sou um bloco de texto. Clique no botão Editar (Lápis) para alterar o conteúdo deste elemento.